Sneakers Love Portugal: Jason “Opie” Babo em entrevista

Jason Opie Babo Sneaker Collection

Sneakers: dos Estados Unidos para Portugal

Desde a infância, nos Estados Unidos, até aos 12 pares de Kobe 8 que já figuram na sua colecção foram necessários muitos passos. Jason “Opie” Babo é um sneakerhead declarado, e cheio de orgulho.

Nascido em Ft. Lauderlade, na Florida, mas a viver em Portugal desde 2000, Jason é programador de vídeo jogos e um devoto da causa dos sneakers. Quando, ainda nos Estados Unidos, se viu sem possibilidades de ter uns Jordan (quando ser alguém equivalia apenas a ter uns Jordan), decidiu que um dia havia de ter uma colecção de sneakers feita à sua medida.

Jason é fundador do site Sneakerhead.pt e um fã óbvio de Lebrons, Kobes e Jordans. Leiam a entrevista com Jason “Opie” Babo no e entrem numa nova viagem sobre o mundo dos sneakers em Portugal.

Quais foram os primeiros sneakers que tiveste?

As primeiras sneakers que me deram “orgulho” e vontade de ir à escola quando era pequeno foram umas LA Gear que, ao andar, acendiam uma luz no calcanhar! Eram bastante populares nessa altura. O primeiro par de sapatilhas que desejei ter e consegui foram as Nike Air Zoom Uptempo V (disponíveis aqui). Só consegui ter estas porque fazia anos e conseguimos encontrar um par do meu tamanho em saldo numa outlet. Não sei como foram para lá! Gostava de voltar a ter estas de novo.

Neste momento quantos sneakers é que tens?

Acima de 60+ pares, neste momento. Se eu encontrar um certo modelo que gosto e é bastante confortável, tento comprar várias cores do mesmo modelo. Só em Kobe 8 tenho 12 pares, Lebron X tenho 5, Melo M9 3, etc..

Para ti o que é mais importante nos sneakers? O material? As cores? A marca?

O mais importante para mim é olhar para elas e gostar delas e não comprar só porque as outras pessoas gostam. É o que acontece muitas vezes. Pessoas compram o que tiver mais “hype”. (Daí o termo “hypebeast”.)  Outra coisa importante é o conforto. As Kobe 8 System para mim são, até hoje, as sapatilhas mais confortaveis que alguma vez calcei. E é tudo derivado ao sistema de Lunarlon. Adoro. Daí ter quase as cores todas. É, ate hoje, o meu modelo favorito. Espero que as Kobe 9 continuam com o sistema Lunarlon!

Quais os sneakers mais valiosos da tua colecção?

Se formos medir valor pelo preço que me custaram, serão os 2 pares da Jordan XX8 que tenho. Cada par custou €250. Agora, valioso para mim são as Jordan 11 Concord porque foi aquele momento de conseguir realizar um sonho desde miúdo.

E já agora, a falar de Jordans, as minhas Jordans favoritas são as 12. São as mais confortáveis, na minha opinião.

Até onde é que já foste para comprar uns sneakers? (ou o que é já foste capaz de fazer)

Hmm… eu tento comprar tudo online. Há 2 ou 3 sites de confiança onde faço as minhas compras e fazem entrega a Portugal sem problema. A outra coisa que gosto de fazer se tiver oportunidade é quando estou noutro país em viagem de trabalho, tento ir a uma Footlocker, Kickz, ou outro sítio conhecido e ver que modelos têm. Pois, há modelos que já não conseguimos arranjar online, mas nas lojas conseguimos.

Um exemplo são as Kobe 8 System “Sulfur”. Não conseguia arranjar esta colorway em lado nenhum, mas numa viagem de trabalho a Colónia, encontrei-as. Tento viajar sempre com um espacinho na mala. Just in case…

Quais os sneakers que ainda não tens e que um dia gostavas de ter.

Gostava de ter quase todas dos anos 90 de basket. Nike Air Zoom 95, Penny, etc. Mas há um certo modelo que muitos sneakerheads têm que eu ainda não tenho. Foamposites. Ainda não investi num par. Pois é um investimento, cada par custa acima de €220+. Mas, vão sair as Foamposite “Camo”, pode ser que comece com essas!

Deixa-nos a tua opinião sobre a cultura da streetwear e dos sneakers – e o que achas que pode ser feito em Portugal por esta causa.

Não podemos negar para ser um “sneakerhead” é preciso estarmos estáveis financeiramente. Mas, o que é um sneakerhead? Será alguém que compra todos os pares que lançam ou alguém que compra só aquilo que gosta? Isso depende de cada um. Eu já era sneakerhead antes de ter possibilidades de comprar sapatilhas.

A minha opinião é que um sneakerhead é alguém que gosta de sapatilhas e não propriamente alguém que tem muitos pares. Se, por exemplo, tiveres coragem de ir a um casamento vestido de fato (ou vestido se fores miss!) com um par de sapatilhas nos pés só porque sentes-te melhor e é mais confortável, para mim, és sneakerhead.

Deseja, compra, cria, ou usa aquilo que tu gostas. Aquilo que te for confortável. Veste e calça aquilo que te define e não ao contrário. É isso que significa streetwear para mim.